Sabe porque não fabricam mais Caminhões Bicudos no Brasil? Veja


caminhao bicudo scania 113 rebaixada

Os caminhões bicudos até hoje, em 2022, mexem com o sentimento tanto dos motoristas quanto dos amantes dos pesados. Mas você sabia que pararam de fabricar esses modelos no Brasil? E o motivo nós iremos explicar na matéria de hoje.

Quando você roda pelas rodovias brasileiras, pode notar que parece que desapareceram os caminhões "bicudinhos" e que os de "cara-chata" ou frontal tomaram o seu lugar nos transportes rodoviários de cargas.

Não parece, eles estão acabando mesmo!

Antigamente, era bastante comum vermos rodar os caminhões bicudos que mais fizeram sucesso no país, como: Scania 111 Jacaré, Scania 113, MB 1620, Mercedes Atron 1319, Volvo NL12, MB 1635, Volvo NH12, Scania 124, Mercedes 1113, entre outros.


Mas você notou que são poucos os exemplares que ainda continuam trabalhando e que eles estão sendo substituídos pelos modelos frontais (cara-chata), ou seja, que não tem aquele bico comprido na parte da frente da carroceria?

caminhao bicudo volvo nl12 360

Sabe o porque disso? Vou te dizer agora!

Porque pararam de fabricar caminhões bicudos?

Isso aconteceu por um simples motivo: espaço de carga para transporte.

Conforme a legislação brasileira, os veículos de carga precisam respeitar o limite de comprimento de cada tipo de caminhão para poderem trafegar nas estradas sem que tenham problemas com os órgãos de fiscalização.

Essa medição é feita de ponta a ponta, ou seja, da frente do cavalo mecânico até a parte final da carroceria da carreta e são as seguintes:

Tamanho máximo

  • Veículos urbanos de carga ou VUC = 6,3 metros de comprimento.
  • Veículos de 1 módulos - Toco, truck (trucado) ou bitruck = 14 metros.
  • Articulados - composição de cavalo mecânico mais carreta, independente se é de 1 eixo, 2 eixos ou 3 eixos = 18,60 metros.
  • Biarticulados e triarticulados - bitrem, rodotrem, bitrenzão, tritrem e treminhão. Independente se é 7 eixos ou 9 eixos = limite de 30 metros de comprimento.
Portanto, sabendo disso, você já deve estar imaginando o porque dessa mudança dos tipos de cabines de caminhões fabricados no Brasil, não é mesmo?

caminhao bicudo mercedes benz mb atron 1635

Para que o caminhão possa carregar mais carga, tendo uma carreta maior, as empresas fabricantes optaram por encurtar o tamanho da cabine, deixando de fabricar os bicudos e aumentando a produção dos frontais.

Quanto mais curta a cabine, maior a carreta que pode ser engatada e, consequentemente, mais carga esse veículo pode transportar. 

Já nos Estados Unidos da América (EUA), a medição do comprimento máximo é feito apenas da carreta e não incluem o cavalinho. Por isso, podemos ver veículos com cabines extremamente compridas que parecem até uma casa sobre rodas.

Veja também: 

Então, futuramente, pelo "andar da carruagem", não teremos mais os caminhões bicudos tão amados pelo povo do Brasil transitando pelas estradas e as relíquias como: 111, 113, MB 1620, 1319, NH12, NL12, 1623, 1113 vão ficar apenas na memória.

Gostou da matéria? Não esqueça de curtir e compartilhar com os amigos para fortalecer ainda mais o nosso site e incentivar a sempre criarmos conteúdos novos.

Comentários

  1. Além da questão estética, o problema é a segurança, nos casos dos caminhões americanos eles pensaram nesse quesito ,pois em um frontal a batida atinge diretamente o caminhoneiro, no caso do bicudo o impacto direto diminui, sem contar essa questão do conforto para o caminhoneiro que tendo uma cabine maior desfruta de um ganho de qualidade para quem praticamente mora dentro da cabine...mas infelizmente no Brasil não existe planejamento de logística para o transporte com caminhões,.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas será que tem alguma coisa haver com o tamanho das estradas, brasileira ?

      Excluir
    2. Essas leis do Brasil e uma merda e só pra fode o trabalhador

      Excluir
    3. Foi o que sempre pensei,numa colisão já era o motorista.

      Excluir
    4. Talvez se meu irmão dirigisse um bicudo estaria vivo 😔

      Excluir
    5. Seria muito mais difícil ultrapassar um caminhão "bicudo" em estradas de pista simples, então um caminhão compacto na prática evita muitos acidentes.

      Excluir
    6. Foram definidos na legislação limites que os veículos "normais" devem atender.
      Não que eu seja fã de legislações que limitem demais a vida das pessoas dentro de seus assuntos que não tenham a ver com matar, roubar, enganar etc.
      Mas indo pela lógica, os carros "naturalmente" norte americanos têm como característica serem grandes, confortáveis, macios, verdadeiros cruzadores de rodovias. Já os europeus têm como característica o apelo à digibilidade, fazer curva mesmo, Alfa Romeo da tortuosa Itália que o diga. Li inclusive que o Chysler 300 tinha sido uma tentativa de aliar os dois mundos incluindo ai o uso de componentes de alumínio, sendo inclusos entre eles os para-lamas de alumínio, a fim de ajustar os pesos.
      Aqui Bitrem é exceção, tanto que não dá para rodar o tempo todo com ele afinal é um país onde há muitas pistas-simples, por exemplo.

      Excluir
    7. Eu sugiro que façam uma matéria comparativa dos modelos, bicudos e não bicudos com relação aos que são mais seguros para os motoristas. Pois quem faz essas leis absurdas não os dirigem, e sim ganham dinheiro somente.o Brasil é um país muito grande, com certeza alguns metros a mais no Trucks. Salvariam muitas vidas.. Caminhoneiro, vcs tem uma força danada em nosso país revendiquem a alteração dessas leis. É o retorno para casa e para seus familiares que está em jogo.

      Excluir
    8. Certa feita parei em um posto e havia uma turma de caminhoneiros conversando. Ao passar ouvi "até chegar em mim tem muito ferro" e risadas de aprovação. Se as cabines fossem iguais a ônibus de turismo; com o motorista na altura de uma caminhonete; não haveria tanto assassinato nas estradas. Vão alegar que o motor do ônibus é atrás. Não tiraram o bico? Saberiam dar jeito.

      Excluir
    9. No Brasil, tomou-se como base a legislação europeia que também mede pelo comprimento total.

      Excluir
    10. Eu acho muito justo pq os caminhos frontais não tem sigurança nenhuma quando bate o caminhao frontal o para brisa vai direto no peito do motora por isso tem muitas mortes pela estrada

      Excluir
  2. Erro de digitação 1623, creio q seria 1632

    ResponderExcluir
  3. Infelizmente no Brasil não é levado em conta a segurança e conforto dos motoristas de caminhões que movimentam a economia do país tanto fabricantes como empresários só pensam nos lucros .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depois que lançaram os caminhoes frontal 98% das colisoes o motorista veio a óbito.

      Excluir
    2. óbvio que pensa no lucro!! Empresários deveriam pensar no que?

      Excluir
  4. Em acidente no bicudo tem 75% de do condutor se salvar, no cara chata o condutor morre esmagado. Ideia burra desses idiotas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A carreta do da frente bate no meio da cabine!!! Prá automóvel não faz diferença! Ele sempre é mais alto!!!

      Excluir
    2. Esta turma da marcha-à-ré tá um perigo, não? Você está dirigindo tranquilamente e de repente o cara te engata uma ré e bate a carreta dele em você. A ideia principal é evitar bater em qualquer outro veículo, sinto pelas pessoas que morreram assim, também não sou infalível, pode acontecer com qualquer um. Mas fazer um capô de 12 metros é uma ideia meio imbecil, pra não dizer covarde. Eu não concordo com o texto acima, de que "os fabricantes decidiram". Na verdade o mercado optou, e antes que digam "ah, o empresário malvadão", há uma quantidade elevadíssima de autônomos no país. Também li uma entrevista com alguém da Mercedes, parece que o último bicudo foi deles, e eles estavam a todo o vapor fazendo unidades para um pessoal que gostava para uma aplicação e que aquele modelo iria acabar por causa do PROCONVE.
      Óbvio que os que querem comprar não pagariam o esforço de desenvolver um novo modelo.
      Já tendo dirigido ônibus, há outra vantagem na "cara-chata" (de preferência alta, não DD/LD), vocẽ tem uma visão melhor.
      Sobre o que tem matado mesmo é que os veículos novos estão bem confortáveis, reagem como automóveis. Os novatos por ai perdem o respeito pelo veículo que em certas situações se "lembra" de que não é um Miúra e as leis da física agem.

      Excluir
  5. Eiiitttaaa Brasil de políticas de filhos das putas.

    ResponderExcluir
  6. O Eletricistanet está certo! As curvas das estradas brasileiras não permitem comprimentos maiores... simples assim.

    ResponderExcluir
  7. "Desculpa esfarrapada", pois na Europa também não fabricam mais...
    É pura economia dos fabricantes, como no Brasil aceitaram a moda dos "cara chatas", nos EUA os motoristas não aceitaram em função da segurança dos motoristas.

    ResponderExcluir
  8. Infelizmente só pensão na carga nos lucros e o motorista que se lasque triste realidade

    ResponderExcluir
  9. Os cara chatas não tem tanta segurança e instabilidade como os caminhão bicudos por isso ah tantos acidentes com números muito maior de obtos nos caminhões frontal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A culpa do acidente é por ser "cara chata" ele dirige e faz loucuras sozinho?

      Excluir
  10. Brasil pais da corrupção so aprova leis para fuder o trabalhador,ninguem pensa em segurança mas sim em lucros!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado, se alguma lei positiva (do estado) exterminou os cara-chatas foi o PROCONVE (ambiental). Não que a Mercedes não gostaria de fabricar eternamente aquele modelo que já tinham, na verdade eles teriam de fazer outro que atendesse à norma. Diria que a culpa é do senhor não tem ido com tanta frequência âs concessionárias adquirir bicudos de forma que justifique o custo de desenvolvimento e alocação de recursos pra fabricar o novo veículo.

      Excluir
  11. Vcs sabem quantas vidas poderia ser poupadas com caminhão bicudo? Tá na hora de mudar

    ResponderExcluir
  12. Muito bom! Matéria super esclarecedora! Eu não sabia disso.

    ResponderExcluir
  13. No Brasil tudo é complicado mds

    ResponderExcluir
  14. O estado fud.... O trabalhador mais uma vez!!?

    ResponderExcluir
  15. A lei brasileira, nesse caso, imitou a lei aqui da União Européia.

    ResponderExcluir
  16. Mas também quando um caminhão está errado e bate num carro particular mata a família inteira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não necessariamente só quando o caminhão está errado né Felipe!? Tem muito pai de família (infelizmente), por inexperiência ( ou não), estão morrendo devido a erros na condução do seu veículo e se acidentado com caminhão (que pela lógica) sofre maiores danos fatais!

      Excluir
  17. Aí tem uns idiotas que levantam a trazeira da muriçoca, pra fuder os motoras dos cara chatas!

    ResponderExcluir
  18. Faltou mencionar a lei da balança , que privilegia o caminhão frontal em uma tonelada a mais no eixo dianteiro !

    ResponderExcluir
  19. E bem verdade que os bicudos salvariam muitas vidas de caminhoneiros, mas os chuchus frontais com milhares de veículos leves que se chocam com as carretas???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caminhão não é feito para bater seja mais profissional cara

      Excluir
    2. Certíssimo vc caminhão não foi feito pra bater basta respeitar as leis q diminuiria e muito os acidentes outra questão seria uma união entre motoristas autônomos e transportadoras em cobrar preço da tonelada ou km rodado com margem de lucro e respeitar a jornada de trabalho do motorista o caminhão frontal facilita e muito a manutenção do motor manobras

      Excluir
  20. Simples saber, nu acidente de ônibus, o primeiro que morre é o motorista!

    ResponderExcluir
  21. Um bicudinho não pode, mas um bitrem ou rodotrem com 30m de comprimento pode. Estranho isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não foi uma lei positiva que proibiu diretamente isto, foi a oferta e a procura. A maioria das pessoas que COMPRAM caminhão preferem os caras-chata.

      Excluir
    2. Acho que o autor da matéria deveria se aprofundar mais pelo motivo.
      Um caminhão "Bicudo" não desce a serra das Araras assim como a Anchieta e vários outros lugares onde a estradas possuem muitas curvas em Serra.
      No eixo Rio/SP, um caminha Bicudo não passa. Entenderam?

      Excluir
  22. Isso é uma vergonha para este tipo de normas,o que tem haver meio metro pra frente ou pra traz isso não mexe com vida de ninguém isso só tem um nome sabe qual é “ POLÍTICA “

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em dois mil e pouco uma viação em São Paulo conseguiu na justiça liminar para encomendar ônibus toco de 14 metros. Na verdade aqui no Paraná o homologo daquele ônibus, com os normais 13 e pouco, fazia multas na balança em outra viação. Mas eu contei do 14 metros toco pra um amigo que trabalhava numa fabricante de carroceria e ele me respondeu: são loucos! Há limites físicos tanto que tem um monte de gente por ai se matando com SUV por achar que comprou um automóvel normal.

      Excluir
  23. Olha além da logística do tamanho tem também o fator de que é muito mais fácil pra manobrar um veículo frontal do que um com a cabine estendida. Vale a pena dizer também que eu trabalho com um Volvo FH cabine alta e não me sinto nem um pouco desconfortável na cabine.

    ResponderExcluir
  24. Com mais carga,não passa nas bakanças tudo errado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Depende da sua carga, e se for de isopor?

      Excluir
  25. Kkkkkkk os 9 eixos que vemos indo e vindo tem problema com fiscalização???????

    ResponderExcluir
  26. Caminhão frontal é mais fácil para manobra e outra Caminhão não é feito para batida. Tenho 30 anos de boleia já trabalhei co. Bicudo hoje no frontal e é bem melhor

    ResponderExcluir
  27. Ridículas leis brasileiras, caminhões bicudos, conforto e segurança, o governo brasileiro realmente não presta para absolutamente nada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não há uma lei que proíba fabricar caminhões bicudos, pelo contrário. Na verdade o último deixou de ser fabricado por uma lei, o Proconve, que é ambiental, mas não seria substituído por não haver demanda suficiente para justificar o interesse de projetar outro modelo.

      Excluir
  28. EUA dá valor ao motorista. Por isso acabaram com os frontais.Brasil e UE dão valor a carga... é mais fácil mandar uma cartinha a viúva, do que perder um espaço na carreta.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O senhor já assistiu "Convoy"? Mesmo lá, que diferentemente da Europa onde as estradas são predominantemente montanhosas e tortuosas, havia modelos cara-chatas ainda na década de 70. Procure ai no youtube, bem bacana o clip da música com imagens do filme. C.W. McCall - Convoy

      Excluir
  29. Que pena Neeeee minha mente,só pensão na carga,quem leva ele que ce dane.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mil desculpas,Infelizmente só pensão na carga,quem leva a carga que ce dane.

      Excluir
  30. Ou seja motorista que se foda sentado em cima do motor

    ResponderExcluir
  31. Infelizmente não pensam na saúde e segurança dos motoristas pois o motor fica bem abaixo da cabine gerando barulho e calor além de no caso de batida frontal os cara chata esmagam o motorista.Mas em termos de país que aceita até hoje motores dianteiros para ônibus urbanos,fazer o quê!

    ResponderExcluir
  32. Acho que a lei foi uma desculpa dos fabricantes. No caminhao frontal os fabricantes economizam peças, capô, paralamas, ferro etc, e com a inovação da bolsa de ar nas cabines dos caminhões seria mais complicado a instalação no caminhão bicudo, pelo fato do motor estar separado da cabine. Resumindo, cortar custos.

    ResponderExcluir
  33. pior merda que fizeram foi acabar cm os caminhões bicudo, além da segurança e espaço q tinha... e além que qndo vai fazer manutenção do motor, tem que ficar basculando cabine, além que e bem perigoso, ou seja esse país só regride!!!

    ResponderExcluir
  34. Aqui no Brasil que são cheio de frescura os caminhões dos Estados Unidos maioria bicudão mas aqui no Brasil tudo é órgão para encher o saco de quem trabalha só para isso que eles prestam 😡😤

    ResponderExcluir
  35. No EUA os motoristas não aceitam os "cara chata"muito difícil se ver rodando esse modelo,sem contar as enormes cabines

    ResponderExcluir
  36. Vergonha ainda são as normas relativas às construções das estradas que não levam em consideração de forma real os novos bitens, etc. Elas ainda não atualizaram as cargas máximas admitidas por eixo dos caminhões, ou seja, as estradas ainda são projetadas (e mal construídas) com premissas erradas. Sem falar da qualidade de asfalto, concreto, falta de drenagem correta, etc.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens Populares

Uma das MANOBRAS MAIS DIFÍCEIS que já vi - Bitrem 9 eixos!

O novo caminhão Constellation, Meteor e Delivery - Lançamento 2023

Pista molhada causa acidente com carretas na BR-381 - Flagrante do exato momento.

Volvo FH 500 é transformado em Motorhome e o interior tem de tudo!

Quebra-molas mal sinalizado causou acidente na BR 174.