Os caminhões bicudos que mais marcaram no Brasil


 caminhoes bicudos famosos brasil

Confira uma lista dos caminhões bicudinhos que mais fizeram sucesso no Brasil e continuam chamando a atenção por onde passam, principalmente quando tem um dono caprichoso e que realmente cuida da relíquia.

Entre a década de 60, até próximo dos anos 2000, as cabines onde o motoristas ficavam sentados dirigindo ficavam atrás do motor, formando uma dianteira mais extensa.

Depois que a lei brasileira mudou em 2006, com a resolução 210 e os veículos de carga tiveram que obedecer um limite máximo de comprimento da ponta da cabine até o final da carroceria, os caminhões com cabine bicuda começaram a ficar escassos nas estradas.

Portanto, daqui para frente veremos cada vez menos cavalos mecânicos com esse formato de cabine circulando nas estradas e cada vez mais o domínio dos frontais ou de cara-chata (como normalmente são chamados pelos caminhoneiros).

Mas para que não fiquem apenas na memória, hoje vamos falar um pouco dos caminhões bicudos que marcaram a história de Brasil e falaremos sobre algumas características marcantes de cada modelo, com suas respectivas fotos, como podemos ver na foto acima o Mercedes Benz 1113, Volvo EDC, Volvo N10, MB 1620 e o Scania 111, vulgo Jacarezão.


Caminhões bicudos mais famosos

Vamos a lista dos mais famosos dessa classe de cabines extensas que marcaram a história do transporte no Brasil e vão deixar saudades.


Mercedes Bens 1620

Um dos mais popular de todos, O MB 1620 foi o caminhão mais vendido no país por 8 anos consecutivos. Então, ele não poderia estar de fora dessa matéria, não é mesmo?

mercedes benz mb 1620 branco

Foi lançado com a linhagem da série L da Mercedes, onde os modelos foram: L-1618, L-1418, L-1620, LS-1935, LS-1941, LS-1938 e LS-1632. Provavelmente você já deve ter visto vários desses circulando Brasil afora.

Esse caminhão é equipado com um motor OM-906, 231 cavalos de potência (cv), 6 cilindros em linha e torque entre 1200 e 1600 rotações por minuto (rpm).

Mercedes Benz 1113

O MB 1113, com certeza foi um dos modelos mais importante da história do transporte brasileiro. Chegou a vender mais de 60 mil unidades entre os anos de 1970 e 1983 e, na época, quem queria compra-lo, precisava esperar por quase 6 meses na fila.

mercedes benz mb 1113

Foi lançado na década de 70 e como já é um caminhão antigo e de pouca potência comparado com os veículos de hoje em dia, foi apelidado de "11 triste". 


O Mercedes Benz 1113 tem uma potência máxima de 130 cavalos, 6 cilindros em linha, motor OM352 diesel de injeção direta, peso bruto total de 11 mil quilos na versão 4x2 e 16 mil quilos na versão 6x2.

O seu sucesso maior veio devido a cabine ser suspensa por molas 2 2 amortecedores de ação dupla, gerando uma maior conforto durante as longas viagens que nenhum outro modelo tinha até o momento.

Scania L-111

O Jacaré, como é popularmente chamado o Scania 111, teve seu primeiro caminhão lançado em 1975, sendo comercialidade no ano seguinte como sucessor do L110 e até hoje, quase 50 anos depois, vive no coração do brasileiro e chama a atenção por onde passa.

scania l 111 jacare

Ele é bastante conhecido como o Rei da Estrada ou Vovô da Estrada juntamente com os FNM, devido aos seus quase 50 anos e curto tempo de fabricação, que durou entre 76 e 81. Esses 5 anos de produção já foram o suficiente para ganharem espaço.

Vendeu cerca de 10 mil unidades e se tornou um dos caminhões mais comercializados da Scania na época. A partir de 1981, o lançamento do modelo T-112 tomou o seu lugar.


O seu diferencial na época era um motor turbinado e uma tecnologia bastante ousado, além de uma mecânica de fácil manutenção. Sem falar dessa cor inconfundível amarelo terroso que é bastante marcante e chamativo.

Volvo N-10

O N10 foi o primeiro modelo de caminhão fabricado pela Volvo no Brasil, portanto deve ter tido um grande trabalho de marketing em cima dele, fazendo com que ele tivesse um grande sucesso de vendas na época.

volvo n10 branco

Começou a ser fabricado em 1979 e entrou no mercado para competir com as marcas já consolidadas, como: Mercedes, Scania, Chevrolet, Ford, Puma e Fiat.

Portanto, lançaram o Volvo N10 e a novidade no mercado tinha um motor turbo de 263 cavalos de potência, câmbio com caixa alta e baixa, tendo um total de 16 velocidades.

O seu estilo moderno e bastante espaço na cabine leito devido a cabine semiavançada, freio a ar, direção hidráulica bastante leve e muitas outras tecnologias, foi um grande diferencial para seu sucesso de comercialização.

Volvo EDC

Esse modelo foi considerado um pioneiro de tecnologia na época em que foi fabricado. Seu lançamento foi no ano de 1996, ou seja, a 26 anos atrás.

volvo edc 360 usado

O significado da sigla EDC é controle eletrônico de diesel que é o maior diferencial do modelo, pois com o gerenciamento eletrônico conseguiu diminuir bastante a emissão de poluentes (fumaça no escapamento).

Além disso, contava com piloto automático, sistema de diagnóstico eletrônico e monitoramento do motor constante, verificando com frequência a temperatura do líquido de arrefecimento, pressão da turbina, admissão de ar e muito mais.

Alguns dados técnicos do Volvo EDC 360: motor TD123e de 12 litros, 356 cavalos de potência (hp), torque de 1200 rotações por minuto e 163 mkgf. Caixa de câmbio com 16 marchas. 

Veja também: 

Gostou da matéria? Não esqueça de recomendar compartilhando para mais pessoas que possam se interessar por essa máquinas. Nos vemos na próxima matéria que sairá em breve.

Comentários

Postagens Populares

Uma das MANOBRAS MAIS DIFÍCEIS que já vi - Bitrem 9 eixos!

O novo caminhão Constellation, Meteor e Delivery - Lançamento 2023

Pista molhada causa acidente com carretas na BR-381 - Flagrante do exato momento.

Volvo FH 500 é transformado em Motorhome e o interior tem de tudo!

Quebra-molas mal sinalizado causou acidente na BR 174.