Inicio » , » Caminhão com caçamba levantada bate em passarela e mata 4 pessoas!

Caminhão com caçamba levantada bate em passarela e mata 4 pessoas!


Quatro pessoas morreram após serem atingidas por uma passarela de pedestres que desabou na Linha Amarela, na zona norte do Rio de Janeiro, na manhã desta terça-feira (28). O Corpo de Bombeiros atualizou a informação de que subiu para seis o número de pessoas feridas no acidente. A estrutura metálica que foi atingida pela caçamba desabou sobre um Fiat Palio, um táxi e um terceiro carro, além de uma motocicleta.

O Corpo de Bombeiros também já identificou os quatro mortos na queda da passarela. Adriano Pontes de Oliveira, de 26 anos, caminhava pela passarela no momento do acidente. Ele acabou caindo dentro do rio que separa as duas pistas da via expressa. Celia Maria, de 64 anos, moradora de uma comunidade próxima, também estava andando pela passarela.

Já Renato Pereira Soares Júnior estava dirigindo o Palio prata que foi esmagado pela estrutura. O quarto morto foi identificado como Alexandre de Almeida. Ainda não há confirmação oficial de que ele seja o motorista do táxi, também atingido pela passarela. Morador da favela do Rato, que fica próxima ao local do acidente Luis Felipe Silva de Lima, de 20 anos, contou que estava em casa dormindo quando ouviu um estrondo e saiu correndo para tentar resgatar a vítima que caiu no rio.

"Vi o rapaz tentando sobreviver. Desci no rio para tentar salvá-lo, mas como não tenho conhecimento de primeiros socorros, não consegui". Os bombeiros demoraram cerca de 30 minutos para chegar, segundo ele.

Moradores de comunidades às margens da Linha Amarela dizem que esta não foi a primeira vez que um caminhão bate na passarela. Mas a estrutura nunca havia caído. A passarela chegou a ser arrastada por cerca de 50 metros pelo caminhão, que trafegava com a caçamba levantada, segundo testemunhas.

Os feridos foram identificados pelo Corpo de Bombeiros. Jairo Zenaide, de 44 anos, foi levado para o Hospital Federal de Bonsucesso, na zona norte do Rio. Ele sofreu traumatismo craniano e fratura na coluna.

Luis Fernando Costa, de 30 anos, motorista do caminhão que colidiu contra a passarela, foi levado para o Hospital Municipal Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca, zona oeste. Está lúcido e passa bem.

Já Luis Carlos Magalhães, de 60 anos, estava no banco de trás do Palio prata que foi completamente amassado pela passarela. Sofreu traumatismo craniano e está em estado grave. Foi socorrido para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, zona norte.

Glaucia de Andrade foi transferida de helicóptero para o Hospital Estadual Alberto Torres, em São Gonçalo, na Região Metropolitana. Liliane Souza Rangel está no Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio. Ainda não há informações sobre o estado de saúde das duas.

Uma delas estava dentro de um Palio prata, que ficou completamente esmagado pela estrutura. A mulher está consciente e conversou com bombeiros, que imobilizaram uma perna. As duas pistas da via expressa estão completamente interditadas. O Corpo de Bombeiros já está no local, com ambulâncias e um helicóptero.

Um homem identificado como Nelio Rodrigues dirigia um Marea que passava na hora do acidente e também ficou ferido. Ainda não se sabe para qual hospital foi levado.

O secretário municipal de Conservação, Marcos Belchior, disse que a empresa Arco da Aliança não presta qualquer serviço para a Prefeitura. O caminhão que colidiu contra a passarela possuía um adesivo com o nome da empresa e outro que dizia "à serviço da Prefeitura".

"A empresa não presta qualquer serviço para a prefeitura. O que ocorre é que a prefeitura credencia algumas empresas que retiram caçambas de lixo".

O site da Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) lista dezenas de empresas credenciadas para o serviço. A Arco da Aliança Comércio e Serviços Ltda. consta da relação.

Inquérito

A Polícia Civil do Rio informou que foi instaurado inquérito na 44.ª DP, em Inhaúma, para "apurar as circunstâncias" do acidente. O delegado Fábio Asty esteve no Hospital Municipal Lourenço Jorge para ouvir o motorista do caminhão. Testemunhas estão sendo chamadas para prestar depoimento e as câmeras de circuito de segurança da Linha Amarela foram solicitadas. O delegado aguarda a liberação médica das vítimas sobreviventes para que sejam ouvidas. Peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) estão no local para realizar a perícia.

A passarela foi atingida por um caminhão basculante e caiu sobre os menos três veículos e amoto. Um guindaste está sendo utilizado no trabalho. As duas pistas da Linha Amarela, cada uma com três faixas de rolamento, continuam completamente interditadas. Ainda não há previsão de reabertura.

Uma das principais vias expressas do Rio, a Linha Amarela liga a Barra da Tijuca, zona oeste do Rio, à Linha Vermelha, à Avenida Brasil e à Ilha do Fundão/UFRJ, na zona norte. Corta o bairro de Jacarepaguá, na zona oeste, e diversos bairros da zona norte, como Água Santa, Cachambi, Del Castilho e Bonsucesso. Ainda não há previsão para liberação das pistas. A Linha Amarela é administrada pela concessionária Lamsa.



0 comentários :

Postar um comentário

Anterior Proxima Página inicial

Compre Camisetas e Bonés